Notícias
30/09/2019

Audiência debate a importância da Lava Jato em âmbito nacional

Gilton Rosas



A importância do andamento e o fortalecimento da Operação Lava Jato em todo país foi tema da Audiência Pública realizada nesta manhã, no Plenário da Câmara Municipal de Aracaju (CMA). A discussão foi presidida pela vereadora Emília Corrêa (Patriota), autora da propositura.


O senador Alessandro Vieira e a deputada estadual Kitty Lima, ambos do Cidadania, Aurélio Belém, secretário-geral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE), e o vereador Cabo Amintas (PTB), marcaram presença no evento.


Durante o encontro, Emília Corrêa ressaltou a credibilidade da Lava Jato e criticou as ‘fakes news’ de uma forma geral. “Muita coisa já foi descoberta, investigada. O que comprova que estamos no caminho certo. É esse o Brasil que queremos. Quanto às fakes news, a mídia também tem um papel fundamental em praticar atos sérios, verdadeiros, pois essas informações errôneas enfraquecem qualquer investigação, os bons, os fortes, porque gera dúvidas na população que já anda desacreditada com a política e instituições públicas. Quem for conivente com isso, não merece o respeito de nenhum cidadão”, disse a parlamentar.

Representando a OAB/SE, Aurélio Belém, falou que as Operações trouxe inúmeros resultados positivos. “Defino a Lava Jato como um movimento, entre tantos outros existentes no país, mas que trás um novo sentido, uma nova perspetiva ao combate à corrupção”, declarou.

Já o senador Alessandro Vieira, foi taxativo ao afirmar que as consequências dos atos de corrupção, pode demorar, mas uma hora vão surgir, e, que, a Lava Jato é a prova disso. “Os corruptos devem pensar bem antes de roubar, pois as consequências dos nossos atos sempre vêm. Pode demorar, mas aparece. As denúncias dessa corrupção atravessam décadas, e vão surgido outras, em outros casos, a cada momento, porque, infelizmente, essa conduta está enraizada no nosso sistema político. Quem rouba os cofres públicos tem que pagar”, enfatizou.

Por fim, o vereador Cabo Amintas, disse que sonha com o dia que no país não tenha mais corrupção. “Não é utopia pensar assim. Aqui mesmo, no nosso estado, não precisa de muitas investigações para ver que alguns gestores estão envolvidos em coisa do tipo. A Lava Jato foi só o pontapé inicial para limpar o país, e meu maior desejo é que ela chegue aqui”, concluiu.

Fonte: Câmara de Vereadores de Aracaju